O hospital de Siena informou hoje que iniciou uma "gradual redução" da sedação ao italiano Alex Zanardi, ex-piloto de Fórmula 1 e vencedor de quatro medalhas paralímpicas em ciclismo, que sofreu um grave acidente em 19 de junho.

"A direção do hospital informa que, com o acordo da família do campeão, se iniciou uma gradual redução da sedação. Serão necessários alguns dias para posteriores análises acerca do estado de saúde do paciente por parte do corpo médico que cuida do atleta, para permitir dar seguimento ao processo terapêutico e de reabilitação", pode ler-se no último boletim clínico publicado hoje.

No mesmo texto, a direção hospitalar faz saber, ainda, que Alex Zanardi "mantém os parâmetros cardiorrespiratórios e metabólicos estáveis", mas o seu quadro neurológico "permanece grave e com prognóstico reservado".

Zanardi, que nasceu em Bolonha em 1966, estava a participar numa prova exibição destinada a cilistas paralímpicos, designada 'Objetivo Tricolor", no passado dia 19 de junho, quando perdeu o controlo da sua 'handbike' (bicicleta adaptada controlada pela mão) e invadiu a outra faixa da estrada numa curva, colidindo com um camião que seguia em sentido inverso e ficado preso na sua bicicleta sob o veículo pesado.

Apesar de estar consciente e a respirar normalmente quando o socorro chegou, o seu estado de saúde era grave e foi transportado de helicóptero para o hospital Le Scotte de Siena, um dos mais prestigiados de Itália, onde foi submetido nesse mesmo dia a uma delicada operação de neurocirurgia, que durou três horas.

No entanto, desde o seu internamento naquele hospital da Toscânia, foi sujeito a mais duas operações, a últimas das quais no passado dia 06 de julho.

O piloto competiu em Fórmula 1 desde 1991 a 1994, e em 1999, pelas equipas da Jordan, da Lotus, da Minardi e da Williams.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.