Angola contará com duas pistas de tartan para prática e massificação do atletismo, fruto de uma parceira e subvenção entre o Estado angolano e a Confederação Africana de Atletismo (CAAF), num período de médio prazo, garantiu o presidente da federação angolana desta modalidade, Bernardo João.

De acordo com o responsável federativo que falava à Angop, após uma visita do presidente da Confederação Africana o camaronês Hamad Kalkaba Malboum, ao estádio dos Coqueiros, a nação ganhou voto de confiança da confederação que após a inspecção “in loco” predispôs-se levar o caso à nível da IAAF no sentido de ajudar a reestruturar a pista dos Coqueiros e a construir uma outra no projecto Olimpiafrica com a subvenção estatal.

Sem adiantar mais pormenores, disse tratar-se de um apoio que pode enriquecer o processo local de massificação e desenvolvimento da modalidade.

Por sua vez, o presidente do Comité Olímpico Angolano (COA), Gustavo da Conceição, enalteceu a aposta da Confederação Africana de Atletismo, como uma medida que reforçará as planificações de expansão da modalidade quer a nível das diferentes selecções nacionais e de clubes rumo a obtenção das melhores marcas em provas internacionais.

Por outro lado, espera que o desfecho seja célere, para que num período de médio prazo se possa materializar o projecto.

Durante a visita finda na tarde de terça-feira, o camaronês, acompanhado do seu secretário-geral, David Ojong, constatou o projecto de Viana (Olimpafrica), esteve no estádio 11 de Novembro, Pavilhão Multiuso do Kilamba e Museu Nacional de História Militar, onde recebeu explicações sobre o exposto, feito pelo oficial angolano Celestino Kazombo.

A visita terminou com um encontro mantido com o secretário do estado, Carlos de Almeida e o presidente do Comité Olímpico Angolano (COA), Gustavo da Conceição, na Galeria dos Desportos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.