Em masculinos, Bastos Filipe percorreu os 21 quilómetros em 01 hora 9 minutos e 48 segundos, seguido pelo seu colega de equipa Venâncio Chicombe (1h10min12seg) e Simão Manuel (1h10min58 seg), do Interclube.

Na classe feminina, a prova foi dominada pelas atletas do Interclube que ocuparam as três primeiras posições, nomeadamente, Adelaide Machado (1ª classificada com o tempo de 1h19min51seg), seguida da Ernestina Paulino (1h20min4seg) e Luciana Viengo (1h33min2seg), na segunda e terceira posição, respectivamente.

Nos paralímpicos em triciclo de tracção manual, que percorreram 21 quilómetros, sagrou-se em primeiro lugar Alcides Mateus da província do Huambo, seguido por Moisés Capango (Huambo) e António Langa (Luanda).

A categoria populares (10 Km) foi vencida por Bernardo Marcial, do Ambriz, em masculino, seguido por Pascoal António Januário (Dande) e Pedro Augusto (Nambuangongo).

Já em feminino, o triunfo coube a atleta Jurema Correia, do Dande, seguida por Margarida Caxinda, do Nambuangongo, e Ruth Maria, do município do Dande.

A prova dos infantis (3 Km) foi ganha por Adilson Adão em masculinio e Josefa José em feminino.

A organização premiou a atleta mais velha da prova, Celestina Lopes Miranda, de 76 anos de idade.

A meia-maratona atlética “Fuga para a Resistência” contou com a participação de 866 corredores entre federados e não federados.

Em declarações à imprensa, a governadora do Bengo, Mara Quiosa, disse que têm estado a trabalhar com a Federação Angolana de Atletismo no sentido de internacionalizar a prova.

Por sua vez, o secretário de Estado dos Desportos, Carlos Almeida, disse que se for intenção do Governo do Bengo internacionalizar a meia maratona Fuga para a Resistência, o ministério abraçaria “com bons olhos”.

A prova é organizada pelo Governo Provincial do Bengo em parceria com a Federação Angolana de Atletismo, visando dinamizar a modalidade na província e fazer com que a cidade de Caxito tenha mais visibilidade a nível nacional e internacional.

A iniciativa é uma homenagem aos antigos combatentes e veteranos da pátria e se realiza anualmente no dia 4 de Fevereiro dia do início da luta armada de libertação nacional.

Os atletas Venâncio Chingombe, do Petro de Luanda, e Adelaide Machado, do Interclube, foram os vencedores da 9ª edição da meia maratona "Fuga para a Resistência" em ambas categorias na prova de 21 quilómetros disputada em 2019.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.