Cátia Azevedo assumiu hoje o risco de uma corrida mais rápida de início do que costuma fazer, mas a tática foi ineficaz e ficou fora das qualificadas para as meias-finais dos 400 metros dos Campeonatos do Mundo de atletismo.

No estádio Khalifa, em Doha, a quatrocentista portuguesa foi quinta classificada na primeira série da eliminatória inicial, com a marca de 52,79 segundos.

Apuravam-se diretamente as três primeiras de cada uma das seis séries e as restantes melhores seis, pelo que Cátia Azevedo ficou à espera de uma eventual repescagem - durou pouco a incerteza, já que na segunda série já se percebeu que não ia acontecer.

Depois de contabilizados os resultados das seis corridas, a recordista nacional de Portugal ficou no 39.º lugar, a quase um segundo do apuramento (a última repescada correu em 51,85 centésimos).

Pelo caminho ficam as duas 'metas' traçadas, a passagem às 'meias' e o recorde nacional, mas por outro lado subsiste a determinação de "estar em força" já nos Europeus de Paris, no próximo ano, e nos Jogos Olímpicos, antes de tentar a sua sorte em 800 metros.

"Foi uma corrida não muito boa, especialmente nos últimos 100 metros. Os primeiros 300 metros foram muito bons, mas depois paguei o início demasiado rápido", reconheceu no final da sua prova. "Mas nestes campeonatos, ou se entra na corrida ou se fica em casa, e eu entrei na corrida".

"Quem não arrisca não petisca, eu tive de arriscar, estou aqui, pude lutar... estar aqui e dar a minha palavra é melhor do que não estar e não a poder dar", acrescentou.

Cátia Azevedo admite que fez o que era possível, mas que ainda assim fica aquém do que queria: "Os objetivos eram a meia-final e o recorde nacional, mas nem uma coisa nem outra. Fiquei muito feliz e honrada com o meu resultado, só que não cumpri os meus objetivos e por isso estou desiludida".

"Mas não é uma desilusão que me deite abaixo, trabalhei muito, e não saiu... o trabalho fica cá e vai sair para o ano", disse ainda.

"Começo sempre mais cautelosa e vim para aqui determinadíssima para não ir atrás do prejuízo, fiz essa corrida só que na reta final paguei a fatura. Se não arriscasse, estava aqui com o discurso 'se tivesse começado mais rápido'. Mas comecei rápido e não consegui, mas ao menos arrisquei", finalizou a atleta.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.