Inês Henriques, que defende o título em femininos, e João Vieira vão estar hoje na mais dura das competições do programa dos Campeonatos do Mundo de atletismo, os 50 km marcha.

No programa dos portugueses para hoje estão igualmente Mara Ribeiro, uma estreia na prova mais longa de marcha, Lorene Bazolo, que compete na primeira ronda dos 100 metros, e Naide Gomes, a receber finalmente as honras da medalha de bronze que ganhou no salto em comprimento, há 10 anos.

Campeã há dois anos, na estreia da vertente feminina dos 50 km marcha, Inês Henriques tem agora muito mais concorrência, sobretudo das atletas chinesas, que dominam a lista mundial esta época.

A marchadora portuguesa, de 39 anos, é das mais experientes atletas em prova, o que pode ser uma mais-valia numa competição que será disputada com mais de 30 graus de temperatura e elevada humidade, no pouco habitual horário do início da madrugada: começa às 23:30 locais (21:30 de Lisboa) para acabar depois depois das 03:30, para as primeiras.

Na Corniche, o passeio marítimo de Doha que acolhe as provas de marcha e maratona, estreia-se em grandes competições como senior Mara Ribeiro, de 24 anos, a última 'descoberta' de Jorge Miguel, o histórico treinador que lançou Susana Feitor, João Vieira e Inês Henriques, entre outros.

João Vieira, o 'decano' da seleção lusa, estará também na linha de partida para uma prova em que já foi feliz - foi medalhado de bronze em 2013.

Aos 43 anos, prefere não colocar a 'fasquia' das aspirações altas, sobretudo pelas condições que vai ter na corrida, que até para ele são inéditas.

Lorene Bazolo está pela segunda vez em Mundiais, depois de ter competido nos 200 metros em Londres2017. Agora vai aos 100 metros, a partir das 16:30 (14:30), e pela marca de qualificação não é crível que passe ás meias-finais de domingo.

Antes do início do programa de hoje às 16:01 (14:01), a IAAF procede às já habituais 'reparações' aos atletas que não receberam as medalhas na ocasião certa, já que então a distinção foi para atletas entretanto desclassificados por doping.

Será, finalmente, o momento de ovação para Naide Gomes, colocada no terceiro lugar do salto em comprimento do Mundial de Berlim2009, após a desclassificação da russa Tatiana Lebedeva.

A nível de finais, e além dos 50 km marcha, o programa no estádio Khalifa integra no setor feminino o lançamento do martelo e os 10.000 metros, enquanto que no masculino haverá salto em comprimento e os sempre mediáticos 100 metros, onde Justin Gatlin, dos Estados Unidos, defende o título.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.