Os Campeonatos do Mundo de atletismo iniciam-se hoje em Doha e logo com dois portugueses 'de pergaminhos' em ação, com Évora e Pedro Pichardo, já medalhados a este nível, a competirem no triplo salto.

Évora, que já foi campeão do mundo, e Pichardo, duas vezes vice-campeão, ainda a defender as cores de Cuba (naturalizou-se português há dois anos), saltam a partir das 19:25 locais (17:25 de Lisboa) para uma qualificação direta a 17,20 metros, ou em alternativa para um lugar entre os 12 melhores, o que dará acesso à final de domingo.

Para Pichardo, quarto mundial do ano, a tarefa parece mais fácil, mas Évora este ano ainda não foi além dos 17,13 metros, pelo que terá mesmo de se 'superar', algo que costuma fazer em grandes provas.

Mais tarde, um minuto antes da meia-noite, começa uma das grandes inovações destes Mundiais: as provas de maratona e marcha a entrar pela madrugada dentro, para minorar os efeitos de calor intenso e humidade.

A primeira dessas provas é a maratona feminina, na Cornicha, a emblemática marginal de Doha, e nela estará a portuguesa Salomé Rocha, que se apresenta como uma candidata a um bom resultado.

Com uma excelente maratona de Londres, na primavera, e uma preparação cuidada para as 'condições extremas' da competição, poderá ser uma boa 'surpresa', no fecho do primeiro dia de competição.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.