O russo Aleksandr Ivanov viu hoje ser-lhe reduzida de três para dois anos a suspensão por doping, contudo continua privado do seu título mundial de 20 km marcha obtido em 2013, anunciou o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

Ivanov, de 26 anos, campeão em Moscovo2013, foi suspenso em março de 2019 por três anos pela agência russa antidoping (RUSADA), com dois anos devidos a anomalias no passaporte biológico e um por “circunstancias agravantes”.

Ao apelar, o atleta conseguiu amenizar a pena em um ano, uma vez que o TAS entendeu que os elementos do processo não permitem justificar as ditas circunstâncias agravantes.

O tribunal mantém a anulação dos resultados de Ivanov entre 09 de julho de 2012 e 17 de agosto de 2014, incluindo o título mundial.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.