O diretor técnico do atletismo do Sporting, Carlos Silva, destacou hoje a “competitividade alta” evidenciada pela equipa masculina, que alcançou o segundo lugar nos campeonatos nacionais de clubes da I divisão, em Leiria.

“Há um ponto positivo relativamente à equipa masculina, que, embora não tenhamos conseguido atingir o objetivo - e essa é a parte negativa -, foi uma equipa que este ano manteve uma competitividade alta. Perdemos muitos pontos, mas disputámos praticamente todos os pontos com o Benfica. No final das contas, não conseguimos atingir esse objetivo [primeiro lugar], mas fomos uma equipa extremamente competitiva e dignámos o segundo lugar”, disse Carlos Silva à Lusa.

O Sporting sagrou-se campeão da I divisão de atletismo no setor feminino, conquistando 161 pontos, deixando o Benfica no segundo lugar, com 135 pontos.

O técnico considerou que o “balanço é positivo”, “acima de tudo pela vitória hegemónica da equipa feminina que, mais uma vez, esteve ao seu nível e ganhou com muita qualidade e competência”.

Agora o foco é outro: “Ainda temos a equipa feminina de juniores a participar na Taça dos Campeões Europeus de pista”, que decorrerá em Leiria, no mês de setembro.

“Esperamos disputar um dos dois primeiros lugares e uma subida ao grupo A da Taça dos Clubes Campeões Europeus em termos coletivos. Em termos individuais, este é um ano especial de Mundiais. Acaba por ter uma oferta competitiva durante o mês de agosto”, lembrou Carlos Silva.

O treinador salientou que o Sporting tem “um conjunto de atletas já apurados para os Mundiais” e outro grupo a “querer melhorar as suas marcas e vão ainda competir numa série de ‘meetings’ internacionais durante o mês de agosto”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.