A Federação Russa de Atletismo elegeu hoje um novo presidente, o candidato único Yevgeny Yurchenko, com o objetivo de reconstruir a modalidade naquele país e reabilitar a seleção nacional a tempo dos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

“Estamos otimistas quanto ao nosso trabalho de futuro, que será dedicado a garantir que isto [um escândalo de doping que afetou o desporto na Rússia] não volta a acontecer, além de readmitir a federação e permitir aos atletas participarem nos Jogos”, declarou o novo líder.

Com a Rússia suspensa de eventos internacionais por quatro anos pela Agência Mundial Antidopagem, o que já foi alvo de recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto, a nomeação de Yurchenko segue-se a uma demissão em bloco da anterior direção, após reunião com o ministro do Desporto, Oleg Matytsin.

O antigo presidente foi constituído arguido em novembro de 2019, por obstrução à investigação sobre o caso de doping que assolou o desporto russo, seguindo-se agora Yurchenko, de 51 anos, que antes tinha sido governador da zona de Voronej e trabalha atualmente numa empresa estatal de aviação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.