Sara Djassi, basquetebolista portuguesa, denunciou que foi vítima de assédio e abuso por parte do treinador Claudio García, na altura em que ingressou no Ciudad de los Adelantados, em Tenerife, na época 2015/2016.

"Tive a pior experiência da minha vida. Por vezes ele dirigia-me comentários inapropriados. Por exemplo: 'Tu, portuguesa, tens um bom rabo'. Deixei de querer usar a roupa do clube porque os calções eram demasiado curtos e justos", começou por contar Sara Djassi, numa carta publicado no jornal 'Columna Cero'.

"Ele perguntava-me várias vezes se eu tinha namorado e queria saber se ele estava em Tenerife. Evitava falar ou até olhar para ele. Pensei que me castigava, porque era sempre a última pessoa a quem pagavam, cerca de 15 dias depois da data, e eu sabia que as minhas colegas recebiam a horas", revelou ainda a basquetebolista.

A atleta portuguesa, atualmente ao serviço do Manchester Mystics, da WBBL, recordou ainda insultos como "chupa-me os tomates" ou o facto de se dirigir às jogadoras como "suas pu***".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.