O basquetebolista norte-americano Russell Westbrook, ‘estrela’ dos Houston Rockets, fez uma parceria para doar 650 computadores a crianças carenciadas, num momento em que as escolas estão fechadas devido ao novo coronavírus.

A Associação Why Not? (Porque não?, na tradução em português), do jogador, juntou-se a uma outra sem fins lucrativos, a Comp-U-Dot, para fornecer material educativo a quem mais precisa.

“A generosa oferta da Fundação Why Not?, de Russell Westbrook, permitirá que aumentemos consideravelmente o nosso inventário e ajudemos as famílias de Houston que mais precisam”, adiantou Colin Dempsey, diretor da Comp-U-Dopt.

Segundo este responsável, “um em cada três estudantes da região de Houston não tem em casa acesso a um computador”.

“Com a epidemia da COVID-19 e o encerramento das escolas é uma necessidade imediata”, frisou.

A Comp-U-Dopt já conseguiu doar desde 18 de março cerca de mil computadores a famílias de Houston, que se inscrevem num sorteio para poderem beneficiar da ajuda.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da COVID-19, já provocou mais de 117 mil mortos e infetou quase 1,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Dos casos de infeção, cerca de 402 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O número total de infetados na China desde o início da pandemia é de 82.249, dos quais 3.341 morreram e, até ao momento, 77.738 pessoas tiveram alta.

Os Estados Unidos são o país que regista o maior número de mortes, contabilizando 23.529 até hoje, e aquele que tem mais infetados, com 568 mil casos confirmados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.