O grupo de hotelaria e casinos MGM Resorts International propôs à NBA, interrompida desde março devido à covid-19, concluir o resto da temporada nas suas infraestruturas de Las Vegas, segundo divulga hoje o New York Times.

De acordo com o projeto apresentado, os jogadores, as suas famílias e todo o pessoal necessário seria colocado em quarentena nos hotéis da MGM de Las Vegas Strip, onde as equipas poderiam disputar os seus jogos e treinar.

A MGM, que possui 13 hotéis em Las Vegas, transformaria 24 centros de convenções em recintos de basquetebol.

De acordo com a cadeia de televisão ESPN, a Liga norte-americana de basquetebol está a estudar um projeto similar para uma zona de quarentena em Orlando, na Florida, em hotéis e pavilhões pertencentes à Disney World.

Caso a NBA retome a época regular, serão 30 equipas a competir, número que será reduzido a 16 no caso de opção recair em disputar imediatamente os ‘play-offs’, ao qual têm acesso os oito primeiros da cada uma das conferências (Este e Oeste).

COVID-19: Todas as equipas da NBA querem acabar a época
COVID-19: Todas as equipas da NBA querem acabar a época
Ver artigo

A competição está suspensa até nova ordem desde 11 de março, sendo que, na quinta-feira, os presidentes das 30 equipas manifestaram por unanimidade a “intenção de concluir a época” em campo, segundo o presidente dos San Antonio Spurs, RC Buford.

Na sexta-feira, é possível que algumas equipas tenham ‘luz verde’ para reiniciar os treinos, sendo que só quatro jogadores poderão estar em simultâneo nas instalações e em sessões individualizadas.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 241 mil mortos e infetou cerca de 3,4 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (65.645) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,1 milhões).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.