“É um jogador que já foi campeão nacional duas vezes com a nossa camisola, pelo que a sua integração será rápida. Espero dele a sua velocidade de transição, luta pelos ressaltos nas duas tabelas e que posso acrescentar também a experiência acumulada nas últimas épocas na Liga”, justificou o treinador, Moncho López.

O poste, de dois metros, que já vestiu de azul e branco, na altura sob o nome Dragon Force, com o qual venceu a liga, em 2014 e 2015, vem de uma época com médias de 8,2 pontos, seis ressaltos e 1,3 assistências por jogo.

“É uma sensação indescritível, mas, obviamente, que estou muito feliz e muito orgulhoso por voltar a fazer parte do FC Porto. Só eu sei o que é que isto significa para mim. Tenho um carinho e um amor muito grande ao clube. Vivi aqui os melhores anos da minha vida e acredito que vou voltar a ter essas sensações”, frisou João Torrié.

Em Portugal, o atleta também já jogou no Vasco da Gama, Vitória de Guimarães, Terceira Basket, BC Barcelos, Eléctrico e Illiabum.

O jogador prometeu “intensidade nos treinos e nos jogos” e tentar fazer com que os colegas se “sintam bem dentro do campo”, reproduzindo fielmente a “ideia de jogo” do treinador.

Torrié destacou ainda a “ligação muito forte” que tem aos adeptos do FC Porto, algo “único”, que lhe incute uma “responsabilidade muito grande, que tem de ter vitórias e títulos”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.