Um total de 16 jogadores da NBA testaram positivo à COVID-19, nos 302 testes conduzidos na passada terça-feira, anunciaram esta sexta-feira, em conjunto, a Liga Norte Americana de Basquetebol e o Sindicato dos Basquetebolistas Profissionais daquele país (NBPA).

Nem nem o nome dos jogadores, nem as respetivas equipas foram revelados. Estes testes foram uma exigência para permitir a participação dos jogadores no retomar da temporada 2019-20, no próximo mês, em Orlando, na Flórida, no complexo da Disney World.

Ainda assim, nos os últimos dias foi conhecido o nome de alguns dos atletas que testaram positivo, entre eles Nikola Jokic, dos Denver Nuggets,  Malcom Brogdon, dos Indiana Pacers, Jones Jr., dos Miami Heat, Jabari Parker, dos Sacramento Kings e Alexis Len, também da equipa de Sacramento.

Len agradeceu à NBA “por ter posto em prática este protocolo de despistagem”, contudo ainda não está confirmado se os três atletas fazem parte dos 16 infetados.

Brogdon tem estado muito ativo nas últimas semanas nos protestos contra as injustiças raciais após o assassinato, pela polícia, de George Floyd: o contexto das manifestações favorece a propagação da doença.

Jabari indicou que terá contraído o vírus “há alguns dias em Chicago”, cidade na qual está isolado, em quarentena.

O sérvio Nicola Jokic, dos Denver Nuggets, testou positivo em Belgrado, apesar de ser assintomático: deve voltar ao Colorado na próxima semana.

Os jogadores que testaram positivo vão, agora, ficar em isolamento até cumprirem o protocolo de saúde, deixando esse isolamento apenas depois de receberem 'alta' por parte de um médico.

A concentração das equipas no complexo desportivo da Disney, em Orlando, na Florida, aumenta as preocupações, pois na última semana houve um forte ressurgimento do vírus.Os primeiros jogos da retoma, com todas as equipas já na "bolha", na DisneyWorld, deverão ter lugar a 30 de julho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.