A Oliveirense reconquistou hoje a Taça Hugo dos Santos de basquetebol, ao vencer o Benfica por 83-81 numa final que liderou durante mais de 37 minutos, mas onde foi obrigada a mostrar ‘estofo’ nos últimos instantes.

O conjunto de Oliveira de Azeméis, vencedor da competição na época passada, teve o mérito de conseguir uma vantagem que chegou a ser de 15 pontos, mas acabou por ser ultrapassado momentaneamente a cinco minutos do fim, sendo obrigado a lutar até ao último lance para erguer o troféu.

Os ‘encarnados’, ao contrário do que é habitual, concederam demasiados ‘turnovers’ (21) e nem sempre tomaram as melhores decisões na hora de atacar o cesto, ao contrário da Oliveirense, que funcionou quase sempre como um ‘pêndulo’ e raramente esteve muito tempo sem pontuar.

A equipa de Oliveira de Azeméis chegou ao fim do primeiro período com uma vantagem de 21-13, graças a uma maior capacidade de luta nas tabelas e eficácia nos lançamentos de campo, conseguindo um parcial de 11-4 em cinco minutos, que acabou por fazer a diferença.

Os nortenhos lograram mesmo aumentar ligeiramente a distância no final de um segundo período, disputado quase ao ‘milímetro’, apesar de uma melhoria evidente dos ‘encarnados’ nos ressaltos junto de ambas as tabelas, e foram para o intervalo com dez pontos de vantagem (45-35).

Só que no terceiro ‘quarto’ do encontro, após três minutos de equilíbrio, o Benfica ‘disparou’ para um parcial de 9-0 em apenas dois minutos que relançou a equipa no marcador e também animicamente, conseguindo chegar à entrada do último período do encontro com uma desvantagem de apenas três pontos (58-55).

A recuperação do Benfica prosseguiu no último período do encontro e a equipa de Carlos Lisboa chegou mesmo a passar para a frente do marcador (68-67) quando faltavam disputar apenas cinco minutos, mas a Oliveirense, com um parcial de 10-2 nos dois minutos seguintes voltou a colocar-se em vantagem.

Os últimos segundos foram disputados ponto a ponto, com as habituais faltas táticas que ocorrem quando as distâncias são mínimas, mas depois de João Balseiro desperdiçar um lance livre e deixar os ‘encarnados’ a dois pontos, a seis segundos do final, o base Anthony Ireland errou a última bola, mesmo por baixo do cesto, e a Oliveirense fez a festa com o 83-81 final.

Foi o segundo título da Oliveirense em onze edições da Taça Hugo dos Santos, enquanto o Benfica, apesar da derrota, continua a liderar o historial da competição com seis troféus conquistados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.