A equipa da União Sportiva conquistou hoje a 10ª edição da Taça Federação da Liga Feminina de Basquetebol, ao vencer na final o GDESSA Barreiro por 63-62, num jogo com um final dramático, em Coimbra.

A equipa de Ponta Delgada, campeã nacional em título, teve grandes dificuldades para levar de vencida a formação da margem sul do Tejo, que liderou o marcador durante quase toda a partida, logrando a primeira vitória na competição ao passar para a frente a seis segundos do fim.

A União Sportiva só tinha conseguido liderado o marcador nos primeiros cinco minutos da partida, em que conseguiu um parcial de 10-6.

A partir daí, a formação do Grupo Desportivo da Escola Secundária de Santo André passou para a frente, logrou igualmente quatro pontos de vantagem (16-20) e chegou ao fim do primeiro período com um ponto à maior (19-20), após Catarina Mateus reduzir a diferença com um ‘triplo’.

No segundo período, o equilíbrio manteve-se, com as jogadoras treinadas por Miguel Minhava, antigo basquetebolista do Benfica e da seleção nacional, a conseguirem superiorizar-se, chegando ao intervalo com dois pontos de vantagem (34-36).

Na segunda parte, o GDESSA foi conseguindo, gradualmente, amealhar pontos para se distanciar, também mercê da falta de eficácia nos lançamentos de campo da União Sportiva (65 tentados e 21 convertidos no total, com uma percentagem de apenas 20% nos lançamentos de três pontos), chegando a nove pontos de vantagem (39-48) a três minutos do final do terceiro período.

Para o derradeiro período, estava guardada a reviravolta no marcador, a seis segundos do fim, já depois do GDESSA ter logrado 10 pontos de vantagem, a três minutos do final da partida (48-58), que caíram para quatro à entrada do último minuto e para dois pontos a 41 segundos, após uma perda de bola seguida de falta.

Sara Djassi - 17 pontos, só suplantada na União Sportiva por Kankou Coulibaly (23), melhor marcadora da partida - foi considerada a Jogadora Mais Valiosa (MVP) da final, tendo estado no lance que decidiu o jogo.

Após ressalto ofensivo, marcou os dois pontos do empate a 62, sofreu falta e converteu o respetivo lance livre, garantindo um ponto de vantagem (63-62), com seis segundos para jogar, que as jogadoras do GDESSA - Durant falhou a última tentativa debaixo do cesto - já não conseguiram anular.

Na formação do Barreiro, a melhor marcadora foi Ashunae Durant (16 pontos), seguida de Ana Jesus (12).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.