O lendário Floyd Mayweather não tem "interesse" em abandonar a reforma para um eventual combate de desforra contra o boxista filipino Manny Pacquiao após histórica luta de 2015, garantiu na quarta-feira o conselheiro e amigo do norte-americano, Leonard Ellerbe.

Ellerbe, diretor executivo da Mayweather Promotions, assegurou ao site boxingscene.com que não há neste momento qualquer valor que pudesse tentar Mayweather a regressar aos ringues.

A estimativa é de que o pugilista norte-americano tenha faturado uma soma a rondar os 300 milhões de dólares (cerca de 267 milhões de euros) com a vitória por pontos sobre Pacquiao, cujo combate foi o mais lucrativo da história do boxe com uma renda avaliada em cerca de 600 milhões de euros (cerca de 534 milhões de euros).

O icônico treinador do filipino, Freddie Roach, disse na semana passada que gostaria de uma desforra entre Pacquiao e Mayweather, mas Ellerbe explicou que não há possibilidade de que isso ocorra.

"Floyd não tem interesse. Ele fez isso (lutou boxe) durante toda sua vida e, depois de tanto tempo, uma pessoa cansa-se. Ele deu tudo à modalidade", afirmou.

"Ele está muito contente a gozar a sua reforma. Está a desfrutar a vida, a viajar, a passar tempo com seus filhos e família. Está a fazer todas essas coisas que nunca teve a oportunidade de fazer devido ao fato de o boxe consumir a sua vida desde que tinha cinco anos de idade", acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.