O namibiano Onesmus Nekundi conquistou na noite deste sábado o cinturão da Federação Mundial de Boxe (WBF), ao derrotar por KO técnico o português João Bento Algarvio, no sétimo round do combate (61kg), disputado no pavilhão da Cidadela.

O namibiano, de 31 anos de idade, visivelmente mais rápido iniciou o combate desferindo golpes sucessivos que remetia o veterano de 41 anos de idade a posição de guarda.

Algarvio, que via-se em desvantagem pontual, no sexto assalto deu mostra que podia surpreender com um golpe que levou o namibiano ao tapete após pisar em falso, mas o combate prosseguiu até o fim do round.

Já no sétimo assalto Onesmus voltou a dominar a luta ao tirar vantagem de uma posição de guarda do rival, fez vários golpes certeiros na cabeça e no rosto do português que visivelmente o deixou sem condiçoes de continuar e o juiz da luta, o sul-africano Elroy Marshall, entendeu terminar o combate.

Onesmus Nekundi arrebata assim o seu primeiro troféu nesta categoria, depois de 2018 vencer a prova WBF africana. Enquanto o português havia conquistado o título de campeão do mundo da WBU, em Março último, na Colômbia.

A gala contou também com um combate semi-profissional, onde o pugilista Kiala Júnior do Interclube bateu o Benivaldo Pedro do Leão do Palanca igualmente por OK, registado no terceiro round.

Nas provas amadoras, o Morais Orlando (Interclube) superou Bento Luzolo (África Golf 2) e Bela da Silva venceu Ana Pedro (M. Congo/Zaire) ambas por decisão do árbitro. Victor Garcia (Team Elite) perdeu para o Francisco Gomes (Interclube), por 1-2, a Sara Fernandes foi derrotada por Gloria de Deus, por 0-3, ao passo que Cadima Sérgio ( Interclube) venceu João Mucanda (Leão do Palanca),por 3-0.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.