O ciclista britânico Adam Yates (Mitchelton-Scott) segurou hoje a liderança do Tirreno-Adriático, ao terminar a quinta etapa na segunda posição, a quarenta segundos do vencedor, o dinamarquês Jakob Fuglsang (Astana), enquanto Rui Costa (EAU-Emirates) subiu ao 10.º lugar.

Fuglsang gastou 4:39.32 horas para percorrer os 180 quilómetros entre Coli al Metauro e Recanati, onde a meta coincidia com uma contagem de montanha, menos 40 segundos do que Yates.

O esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Vista) foi o terceiro a concluir a etapa, a 56 segundos do vencedor, antes de Rui Costa, o 11.º a cruzar a meta, a 2.12 minutos.

Yates manteve a camisola azul de líder, agora com 25 segundos de vantagem sobre Roglic, segundo classificado, e 35 sobre Fuglsang, enquanto o holandês Tom Dumoulin (Sunweb) caiu para o quarto posto, a 1.55.

Rui Costa subiu 12 lugares, para o 10.º lugar, a 3.26 minutos de Yates.

Ruben Guerreiro (Katusha-Alpecin) subiu ao 24.º lugar da classificação geral, a 7.31, e José Gonçalves (Katusha-Alpecin) ao 26.º, a 9.36, enquanto Nelson Oliveira (Movistar) ocupa o 28.º, a 12.57.

Hoje, os portugueses chegaram todos entre os 40 primeiros, com Guerreiro a terminar na 27.ª posição, a 3.44, enquanto Gonçalves e Oliveira cederam ambos 5.26, nos 36.º e 37.º lugares, respetivamente.

A sexta etapa vai ser disputada na segunda-feira, nos 195 quilómetros entre Matelica e Jesi, numa viagem com uma contagem de montanha na primeira metade do percurso e uma chegada propícia para os ‘sprinters’.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.