O ciclista polaco Michal Kwiatkowski (Sky) subiu hoje à liderança da Tirreno-Adriático, numa quinta etapa ganha pelo britânico Adam Yates (Mitchelton-Scott).

Yates cumpriu os 178 quilómetros entre Castelraimondo e Filottrano em 4:16.35 horas, com sete segundos de avanço para o pelotão, liderado pelo eslovaco Peter Sagan (Bora), que bateu ao 'sprint' o novo comandante da prova, Kwiatkowski.

O polaco tem agora o italiano Damiano Caruso (BMC), ex-líder, a três segundos, e o espanhol Mikel Landa (Movistar) a 23.

O britânico Chris Froome, chefe de fila da Sky de Kwiatskowski e que venceu por quatro vezes a Volta a França, teve problemas mecânicos a cinco quilómetros da meta e perdeu 8.05 minutos.

Froome, que apontou a Volta a Itália, em maio, como o seu primeiro objetivo da época, ainda tem a pairar sobre si a ameaça de uma possível suspensão devido a controle positivo de doping na Volta a Espanha de 2017.

José Gonçalves (Katusha) foi 15.º a 15 segundos e subiu cinco lugares para 23.º, a 4.59, enquanto Nelson Oliveira (Movistar) acabou em 56.º, a 3.45, subindo uma posição para 51.º, a 19.48.

Na segunda-feira, disputa-se a sexta de sete egtapas, de 153 quilómetros entre Numana e Fano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.