O ciclista André Martins disse hoje que ambiciona surpreender nos I Jogos Europeus, alimentando a ilusão de disputar a final em BMX, na prova que começa sexta-feira, em Baku.

"Quero o melhor que possa fazer. Gostava de chegar a uma final. Temos aqui a ‘nata’ toda do BMX, tirando o campeão olímpico. Vai ser mais um motivo para conseguir chegar a uma final. Um dos objetivos que gostaria de conquistar", disse.

O ajudante de serralheiro da Quarteira, de 23 anos, compensa a ausência de boa experiência internacional pela enorme vontade de chegar aos oito melhores entre os 32 competidores.

Campeão nacional de 2000 a 2009 e vencedor da Taça de Portugal de 2001 a 2009, nos respetivos escalões, André Martins apenas competiu no Mundial jovem em Paris, em 2005, e depois no Troféu das Nações, em Saint-Etiénne, França, em 2011, em desempenhos "sempre positivos", embora sem final.

Em Baku, terá o prazer de competir com o atleta que mais admira no BXM internacional, o francês Jet Gautier: "Vai ser um gosto enorme estar ao lado dele, mas em cima da bicicleta ninguém é referência".

André Martins apresenta uma lesão na perna, devido a uma queda no treino, mas, garante, "nada que impeça um bom resultado".

A inspiração para o BMX surgiu através do irmão, onze anos mais velho, e os treinos são na pista de Quarteira, com a única variação a ser no complexo da vizinha Portimão: treina após o trabalho e, quando possível, também antes.

Gostava de ter uma oportunidade nos Jogos Olímpicos, mas entende que a federação de ciclismo ainda não aposta o suficiente no BMX.

Recorda, igualmente, que a qualificação exige três atletas a competir no circuito Europeu, algo que não tem acontecido.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.