O português Domingos Gonçalves, campeão de ciclismo de fundo e de contrarrelógio, está entre as escolhas da espanhola Caja Rural para a 45.ª edição da Volta ao Algarve, entre 20 e 24 de fevereiro, foi hoje anunciado.

Gonçalves, um dos ‘reforços’ dos espanhóis para a nova época, é um dos destaques dos eleitos da formação continental profissional, o segundo escalão do ciclismo mundial, ao lado do russo Sergei Chernetskii, sétimo classificado em 2015.

Entre as equipas que anunciaram hoje os ciclistas está a alemã BORA-hansgrohe, terceira classificada no ‘ranking’ WorldTour em 2018, que será liderada pelo ‘sprinter’ alemão Pascal Ackermann, numa seleção que conta ainda com Maciej Bodnar, campeão polaco do contrarrelógio, e o austríaco Patrik Konrad, sétimo na última Volta a Itália.

A UAE Team Emirates tem em Rui Costa a principal ausência, uma vez que o campeão do mundo de fundo de 2013 vai correr o UAE Tour, com início marcado para o último dia da ‘algarvia’.

Também os irmãos Ivo e Rui Oliveira, contratações da equipa dos Emirados Árabes Unidos, falham a prova portuguesa mais bem cotada do calendário mundial, uma vez que estarão em prova nos Mundiais de pista três dias depois do fim da corrida.

Assim, o italiano Fabio Aru, vencedor da Volta a Espanha em 2015, será o líder da formação, que conta com o italiano Simone Consonni e o croata Kristijan Durasek, entre outros.

Ao todo, a corrida portuguesa de escalão 2.HC vai ser disputada por 24 equipas, 12 delas do pelotão WorldTour, como a Sky, que venceu em 2018 com o polaco Michal Kwiatkowski, a Katusha-Alpecin ou a Trek-Segafredo, arrancando a 20 de fevereiro de Portimão e terminando no Malhão, no dia 24.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.