O ciclista holandês Dylan Groenewegen venceu hoje ao ‘sprint’ a 43.ª edição da prova Bruges–De Panne, pelo segundo ano realizada num só dia, batendo sobre a meta o colombiano Fernando Gaviria (UAE Emirates), segundo classificado.

Groenewegen demorou 4:36.32 horas a completar os 200,3 quilómetros da corrida, batendo Gaviria e o vencedor de 2018, o italiano Elia Viviani (Deceuninck-Quick Step), que hoje foi terceiro colocado e não conseguiu tornar-se apenas o sexto ciclista a vencer por mais de uma vez a prova.

Depois de uma queda que afastou vários candidatos, foi o holandês a bater-se melhor entre os velocistas ‘resistentes’, somando a quinta vitória da época, depois de um triunfo na Volta à Comunidade Valenciana, outro na Volta ao Algarve e dois no Paris-Nice.

O português Ivo Oliveira (UAE Emirates) chegou a 9.08 minutos do vencedor, no 142.º lugar, com outros nomes afetados pela queda, como o alemão Pascal Ackermann (BORA-hansgrohe), o espanhol José Joaquín Rojas (Movistar) e o dinamarquês Mads Pedersen (Trek-Segafredo).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.