O ciclista Alberto Contador, único espanhol vencedor das três maiores provas velocipédicas, o Tour, o Giro e a Vuelta, considera que o isolamento devido à covid-19 é mais duro do que a Volta a França.

“É agora, é o momento. Sejamos fortes, visualizemos o objetivo e lutamos para vencê-lo. Muitos de vós pensam que não seriam capazes de correr o Tour, mas devo confessar uma coisa: isto é igualmente duro, ou ainda mais”, escreveu o ciclista.

Contador, de 37 anos, recorreu às redes sociais para deixar a mensagem, reforçando o apelo para que todos trabalhem em equipa nesta fase difícil que o mundo vivencia, com a pandemia da covid-19

“Ainda que nos faltem muitas coisas, temos de continuar a trabalhar em equipa, superar etapas, algumas de montanha, mas juntos vamos consegui-lo”, acrescentou o ciclista que venceu o Tour em 2007 e 2009.

O espanhol, que no currículo tem também duas edições do Giro e três da Vuelta, convida ainda os seguidores a ligarem-se ao final da tarde ao seu Instagram para reviverem uma “etapa mítica”.

A Espanha é um dos países europeus mais afetado pela pandemia da covid-19, com 2.696 mortos registados.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 360 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 17.000 morreram.

Em Portugal, há 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas, segundo o balanço feito segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde. Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.