O presidente da equipa de ciclismo Cofidis, Thierry Vittu, disse hoje que o isolamento em Abu Dhabi, desde o cancelamento da Volta aos Emirados Árabes Unidos há cinco dias, devido ao surto de Covid-19, parece “uma tomada de reféns”.

“Estamos aqui contra a nossa vontade, num lugar que não escolhemos e por um período desconhecido. E este último ponto é que é o mais complicado”, comentou na rede social Facebook Thierry Vittu, que se encontra em quarentena num hotel em Abu Dhabi com os outros membros da equipa francesa.

A comitiva da Cofidis está, juntamente com as equipas francesa da Groupama-FDJ e a russa da Gazprom, confinada ao hotel depois de ter participado na Volta aos Emirados Árabes Unidos, devido à suspeita de dois testes positivos de coronavírus em participantes no mesmo andar das três formações.

As autoridades dos Emirados Árabes Unidos aguardam os resultados de uma segunda bateria de testes antes de deixar os corredores partirem.

A maioria dos ciclistas que integravam as 20 equipas participantes, ‘staff’, jornalistas, técnicos e responsáveis pela Volta aos Emirados Árabes Unidos que ocupavam os outros andares do mesmo hotel puderam retornar à Europa.

O surto de Covid-19, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.100 mortos e infetou mais de 90.300 pessoas em cerca de 70 países e territórios, incluindo duas em Portugal.

Das pessoas infetadas, cerca de 48 mil recuperaram, segundo autoridades de saúde de vários países.

Além de 2.943 mortos na China, onde o surto foi detetado em dezembro, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América, San Marino e Filipinas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional de risco “muito elevado”.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) confirmou os dois primeiros casos de infeção em Portugal, um homem de 60 anos e outro de 33, internados em hospitais do Porto.

Um tripulante português de um navio de cruzeiros está hospitalizado no Japão com confirmação de infeção.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.