A UAE Emirates, equipa dos ciclistas portugueses Rui Costa e Ivo e Rui Oliveira, anunciou hoje a ausência do Paris-Nice, do Tirreno-Adriático e da Milão-San Remo, evocando “a situação de emergência” causada pelo Covid-19 para justificar a sua decisão.

“Dada a situação de emergência sanitária global, e em linha com a recente decisão de implementar uma quarentena voluntária na nossa equipa envolvida na Volta aos Emirados Árabes Unidos, a formação dos Emirados vai suspender a atividade competitiva no Paris-Nice, no Tirreno-Adriático e na Milão-San Remo”, pode ler-se num comunicado publicado na página oficial da UAE Emirates.

Findo este período de suspensão de atividade, a formação de Rui Costa e dos gémeos Oliveira vai avaliar se há condições para regressar à competição.

A UAE Emirates esteve na ‘origem’ do cancelamento da Volta aos Emirados Árabes Unidos, depois de dois dos elementos do seu ‘staff’ terem dado positivo por Covid-19, e optou por uma quarentena voluntária de todos aqueles que marcaram presença na prova.

Agora, decide falhar as duas principais competições por etapas desta fase do calendário – o Paris-Nice, que decorre entre 08 e 15 de março, e o Tirreno-Adriático, agendado entre 11 e 17 deste mês -, assim como a emblemática clássica Milão-San Remo.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou cerca de 3.300 mortos e infetou mais de 95 mil pessoas em 79 países, incluindo oito em Portugal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.