O espanhol Iván García Cortina (Bahrain-McLaren) venceu hoje ao ‘sprint’ a terceira etapa da 78.ª edição do Paris-Nice, que terminou em La Châtre, onde o alemão Maximilian Schachmann (Bora-hansgrohe) conservou a liderança da geral individual.

Cortina, de 24 anos, bateu o eslovaco Peter Sagan (Bora-hansgrohe), segundo, e o italiano Andrea Pasqualon (Circus-Wanty Gobert), terceiro, ao concluir os 212,5 quilómetros entre Chalette-sur-Loing e La Châtre em 5:49.55 horas.

Na geral, as primeiras posições mantiveram-se inalteradas e Schachmann, segundo classificado da Volta ao Algarve de 2020, segurou a liderança da corrida, detendo agora 13 segundos de vantagem sobre o italiano Giacomo Nizzollo (NTT), segundo, e 24 sobre o belga Jasper Stuyven (Trek-Segafredo), terceiro.

Na quarta-feira, a quarta de oito etapas decorre em Saint-Amand-Montrond, com um contrarrelógio individual de 15,1 quilómetros.

A corrida francesa, que decorre até domingo, está marcada pela ausência de várias equipas devido ao receio com a epidemia de Covid-19.

Estsa epidemia foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.000 mortos. Cerca de 114 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 63 mil recuperaram.

Portugal regista 41 casos confirmados de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.