O português Gonçalo Carvalho foi hoje 26.º classificado na sétima etapa da Volta a França do Futuro em bicicleta, ganha pelo colombiano Harold Tejada, com o belga Mauri Vansevenant a assumir a liderança da geral.

Tejada cumpriu os 103,5 quilómetros entre Grésy-sur-Isére, marcados pela alta montanha, em 2:52.32 horas, batendo o novo camisola amarela, que chegou em segundo com o mesmo tempo, enquanto o francês Clément Champoussin foi terceiro a 18 segundos.

Vansevenant lidera agora com 45 segundos de vantagem sobre o anterior comandante, o italiano Giovanni Aleotti, segundo, e 50 em relação ao terceiro classificado, o norueguês Tobias Foss.

O melhor português foi Gonçalo Carvalho, que acabou em 26.º lugar, a 6.58 minutos, um resultado que lhe vale o 44.º posto da geral, num dia em que Guilherme Mota voltou a cair e é agora 67.º.

No 87.º posto está Jorge Magalhães, enquanto Francisco Campos é 111.º, à entrada para a oitava etapa, uma curta ligação de 23,1 quilómetros entre Brides-les-Bains e Méribel, com a montanha a voltar a marcar o traçado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.