O croata Kristijan Durasek (UAE Emirates) foi hoje suspenso por quatros anos por doping, no âmbito do caso Aderlass (Áustria), anunciou hoje a União Ciclista Internacional (UCI).

Em comunicado, o organismo de cúpula do ciclismo mundial fundamentou a suspensão com base em “violações das regras antidoping cometidas entre 2016 e 2019”, nomeadamente, o uso de substâncias proibidas por Durasek, colega de equipa dos portugueses Rui Costa, Rui Oliveira e Ivo Oliveira.

O caso foi decidido após “informação recebida pelas autoridades policiais austríacas”, ainda que possa ser alvo de recurso pelo corpo antidopagem da Croácia e a Agência Mundial Antidopagem (AMA).

Em maio, Durasek, de 32 anos, tinha sido suspenso em conjunto com o esloveno Kristijan Koren no âmbito do caso Aderlass, em torno do médico Mark Schmidt, detido em 27 de fevereiro, que abrangeu também corredores já retirados, como o italiano Alessandro Petacchi.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.