Portugal despede-se hoje dos II Jogos Europeus com o ciclista Rui Oliveira a ser o único atleta em competição, em Minsk, na prova de omnium.

Dos 98 desportistas da comitiva, somente o jovem gaiense, de 22 anos, vai concentrar a atenção dos portugueses, que já puderam celebrar 15 medalhas, depois das 10 em Baku2015.

Ao fim do dia, realiza-se a cerimónia de abertura, sendo que ainda não se conhece quem será o porta-estandarte, depois de jogador de ténis de mesa Marcos Freitas o ter feito na cerimónia de abertura.

Se Rui Oliveira não for ao pódio, Portugal vai terminar os II Jogos Europeus com 15 medalhas, três delas de ouro, conquistadas pela seleção de futebol de praia, por Fu Yu, na competição de singulares femininos de ténis de mesa, e Carlos Nascimento, nos 100 metros.

A representação lusa amealhou ainda seis de prata, pela equipa de judo, pelo ciclista Nelson Oliveira no contrarrelógio, pelas ginastas acrobatas Bárbara Sequeira, Francisca Maia e Francisca Sampaio Maia, nas provas de combinado e de exercício dinâmico, e por Fernando Pimenta, em K1 1.000 e K1 5.000 metros.

Também conquistaram medalhas de bronze as três ginastas, na prova de equilíbrio, a judoca Telma Monteiro (-57 kg), a estafeta mista dos 4x400 metros, Diogo Ganchinho, nos trampolins, a karateca Patrícia Esparteiro, em kata, e a seleção masculina de ténis de mesa no torneio por equipas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.