Sete campeões olímpicos, mundiais e europeus e mais de duas dezenas de ciclistas do ‘top-100' mundial vão fazer da 46.ª edição da Volta ao Algarve "a melhor de sempre", sublinhou hoje fonte da organização.

"Este será, talvez, o melhor pelotão de sempre. Esta é uma corrida que costuma lançar futuros campeões, com vários exemplos ao longo dos últimos anos, e isso contribui para o seu prestígio", disse o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC), Delmino Pereira.

A organização anunciou hoje, em conferência de imprensa realizada em Faro, a lista dos principais corredores presentes na prova, que juntará 25 equipas na região algarvia, entre 19 e 23 de fevereiro.

Os campeões olímpicos de estrada, Greg van Avermaet (CCC), e de omnium (ciclismo de pista), Elia Viviani (Cofidis) - também campeão europeu de estrada -, os campeões do mundo e da Europa de contrarrelógio, Rohan Dennis (INEOS) e Remco Evenepoel (Deceuninck-QuickStep), o campeão mundial de ciclocrosse, Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix), o tricampeão mundial de contrarrelógio de sub-23, Mikkel Bjerg (UAE Emirates), e o campeão mundial de madison (ciclismo de pista), Roger Kluge (Trek-Segafredo), destacam-se no grupo de pré-inscritos.

A lista inclui também corredores especialistas em provas por etapas ou clássicas, como Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo), Geraint Thomas (INEOS), vencedores da Volta a França em 2014 e 2018, respetivamente, Bauke Mollema (Trek-Segafredo), Daniel Martin (Israel Start-up Nation), Michal Kwiatkowski (INEOS), Philippe Gilbert (Lotto-Soudal) e o português Rui Costa (UAE Emirates).

A Volta ao Algarve vai contar ainda com corredores especialistas em ‘sprint', entre os quais Andre Greipel (Israel Start-up Nation), Alexander Kristoff (UAE Emirates), Cees Bol (Sunweb), Danny van Poppel (Circus-Wanty Gobert), Fabio Jakobsen (Deceuninck-QuickStep), John Degenkolb (Lotto Soudal) ou Matteo Trentin (CCC).

"Teremos entre nós grandes atletas mundiais e outros ciclistas com estatuto, além de promessas do ciclismo, com vários tipos de perfis, que veem nesta prova uma oportunidade para se mostrarem", resumiu Delmino Pereira.

A lista de inscritos inclui 25 corredores do ‘top-100’ mundial, além de quatro das cinco melhores equipas do ‘ranking’, entre os 12 conjuntos do World Tour, a que se somam as cinco formações de categoria ProTeam e as oito equipas portuguesas, todas do escalão Continental.

A ‘Algarvia' terá cinco etapas, duas delas com previsível fim ao ‘sprint', duas com final em montanha e a última tirada, um contrarrelógio de 20,3 quilómetros, na zona de Lagoa.

O evento terá transmissão televisiva para 83 países de quatro continentes, estreando-se pela primeira vez na América Latina.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.