O recurso ao 'photo-finish' foi a única forma de se perceber hoje quem ganhou a etapa da Volta a Espanha em bicicleta, com o holandês Fabio Jakobsen (Deceuninck-QuickStep) a superar 'por milímetros' o irlandês Sam Bennett (Bora-Hansgrohe).

Na meta em El Puig, o pelotão chegou compacto e Bennett parecia que ia repetir a vitória da véspera, mas foi Jakobsen, um jovem terminador de 22 anos, a ficar com as honras do dia, na que é a sua primeira vitória numa etapa das 'grandes voltas'.

A ligação entre Cullera e El Puig (175,5 quilómetros), feita em 4:04.16 horas, ficou marcada pela fuga do belga Jelle Wallays (Lotto Soudal) e do espanhol Jorge Cubero (Burgos-BH), praticamente desde o início até perto do final, que entanto foram incapazes de resistir ao ritmo final das equipas mais apostadas no sprint.

Com mais uma chegada em pelotão compacto, a geral individual mudou pouco e o irlandês Nicolas Roche (Sunweb) fica mais um dia de vermelho vestido, com os mesmos dois segundos de avanço sobre os colombianos Nairo Quintana (Movistar) e Rigoberto Uran (EF Education First).

Destaque, pela negativa, para o holandês Steven Kruijswijk, um dos nomes fortes da Jumbo-Visma, que foi obrigado a desistir. Terceiro no Tour, atrás dos dois chefes de fila da Ineos (Gael Bernat e Geraint Thomas), estava nesta Vuelta para ajudar o seu líder, Primoz Roglic, a chegar ao triunfo final.

Kruijswijk não recuperou totalmente da queda na primeira etapa e preferiu não prolongar mais o esforço.

Quanto ao quinteto de portugueses presente na Vuelta, apenas Domingos Gonçalves (Caja Rural) e Ruben Guerreiro (Katusha) entraram no pelotão. Nelson Oliveira (Movistar) perdeu 1.24 minutos, Ricardo Vilela (Burgos-BH) a 4.04 e Nuno Bico (Burgos-BH) a 5.12.

Na geral, Ruben Guerreiro subiu a 36.º, a 2.12. Seguem-se Domingos Gonçalves (95.º, a 10.39), Nelson Oliveira (103.º, a 11.47), Ricardo Vilela (108.º, a 12.52) e Nuno Bico (172.º, a 34.09).

Após esta etapa 'de transição', chega a montanha e quarta-feira a tirada termina no alto de Javalambre. Serão 170,7 quilómetros, desde L'Eliana, com temíveis 11 km finais, com 7,8 por cento de declive.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.