O campeão nacional Benfica qualificou-se hoje para a final da Taça da Liga de futsal, ao vencer o Eléctrico, por 4-0, numa exibição pragmática que agendou a defesa do título para domingo, frente ao Sporting.

No terceiro dia da final a 8, no Centro de Congressos e Desportos de Matosinhos, Robinho (minuto um), Fits (13) e Rafael Henmi (36 e 39) marcaram os golos dos 'encarnados', líderes do campeonato, ao passo que os alentejanos repetiram o desempenho alcançado na única presença na terceira prova mais importante do futsal português.

Na final, agendada para domingo, às 19:45, o Benfica vai disputar o troféu frente ao Sporting, que horas antes tinha 'carimbado o passaporte' para o jogo decisivo, ao golear o Modicus, por 5-0, na primeira meia-final da competição.

A quinta edição da Taça da Liga permitirá desempatar o histórico entre os dois rivais lisboetas, uma vez que os 'leões' conquistaram as duas primeiras versões, em 2015/16 e 2016/17, façanha igualada pelas 'águias' nas últimas duas temporadas.

Nem 30 segundos estavam decorridos quando o Benfica se adiantou no marcador, fruto de uma perda de bola de Bello em zona proibida, materializada pelo oportunismo do ala russo-brasileiro Robinho.

Com Wendell no lugar de Henrique Vicente face ao 'cinco' que derrotou o Quinta dos Lombos nos 'quartos' (5-4), o Eléctrico recorreu à pressão alta para atrapalhar a circulação dos campeões nacionais, mas Bruno Graça desperdiçou na cara de André Sousa, uma das novidades em relação à goleada imposta ao Burinhosa (7-0), a par de Miguel Ângelo.

A formação de Portalegre voltaria a errar nas imediações da sua área e sofreu nova contrariedade aos 13 minutos, uma vez que Rodriguinho deixou-se antecipar por Robinho, que assistiu o remate vitorioso do pivot brasileiro Fits.

Os alentejanos tentaram minimizar estragos antes do descanso e intensificaram o atrevimento na etapa complementar, direcionando o encontro para uma fase de parada e resposta, embora sem a eficácia necessária para inquietar as hostes benfiquistas.

Na reta final, Rodriguinho viu dois amarelos sucessivos e aniquilou as esperanças do Eléctrico, que terminou o encontro a atuar com guarda-redes avançado, facilitando o duplo festejo do ala japonês Rafael Hemni, de baliza aberta, aos 36 e 39 minutos.

Jogo no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos, em Matosinhos.

Eléctrico - Benfica, 0-4.

Ao intervalo: 0-2.

Marcadores:

0-1, Robinho, 01 minuto.

0-2, Fits, 13.

0-3, Rafael Henmi, 36.

0-4, Rafael Henmi, 39.

Equipas:

- Eléctrico: Diogo Basílio, Bello, Wendell, Rodriguinho e Renan Fuzo. Jogaram ainda, Milton Dias, Bruno Graça e Henrique Vicente.

Treinador: Kitó Ferreira.

- Benfica: André Sousa, Chaguinha, André Coelho, Miguel Ângelo e Robinho. Jogaram ainda, Afonso Jesus, Tiago Brito, Bruno Coelho, Rafael Henmi, Fernando Drasler e Fits.

Treinador: Joel Rocha.

Árbitros: Eduardo Coelho e Cristiano Santos.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Wendell (22) e Rodriguinho (31 e 33). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Rodriguinho (33).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.