O futuro do internacional português nos espanhóis do Inter Movistar continua incerto, e o próprio propritário do clube de Madrid revelou em entrevista à Eurosport as razões que o levaram a negar um aumento salarial a Ricardinho perante uma proposta milionária do Sporting.

"Numa reunião, Ricardinho disse-me: 'Podes fazer um esforço?'. Eu disse-lhe: 'Não posso, não devo nem quero'. 'Então não queres que fique?'. Respondi: 'Prefiro muito mais que fiques do que receber os 1,5 milhões da tua cláusula. Assinámos contrato há pouco tempo e há que cumprir os contratos, Ricardo. Não devo tratar-te de forma diferente da dos teus colegas. Trato-te melhor e ganhas muito mais do que eles porque és o melhor do Mundo. Mas como ia dizer-lhes que ficaste porque te dobrámos o contrato? O que iam pensar?", afirmou José María García à Eurosport.

Questionado sobre a continuidade de Ricardinho no Inter Movistar, José María García assumiu que essa decisão já não passa por ele e garantiu que não irá colocar entraves ao internacional português caso o mesmo queira sair para jogar no Sporting.

"Não posso mexer naquele contrato. Agora, se fica ou não? Depende dele. Esta é a sua casa. Se for, abrimos-lhe as portas. Ficamos lixados mas com uma boa maquia...".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.