O golfista norte-americano Jordan Spieth terminou na quinta-feira na liderança a primeira volta do Masters, o primeiro torneio do ‘Grand Slam’, ao entregar um cartão de 66 pancadas (seis abaixo do par).

Vencedor do Masters em 2015, ano em que venceu também o Open dos Estados Unidos, Spieth, que triunfo em 2017 no Open Championsip, terminou a primeira ronda com duas pancadas de avanço sobre os compatriotas Tony Finau, que se tinha lesionado num pé na véspera, e Matt Kuchar.

Em Augusta, no estado norte-americano da Geórgia, grande parte dos olhos estavam apontados a Tiger Woods, recordista de vitórias em ‘majors’, que regressou ao Masters, após três anos de ausência.

Contudo, o regresso de Woods à prova que ganhou quatro vezes não foi o melhor terminando a primeira volta com 73 pancadas (uma acima do par), uma prestação igual à do norte-americano Dustin Johnson, líder do ‘ranking’ mundial.

Pior foi a volta do espanhol Sérgio Garcia, que ocupa apenas o 85.º e penúltimo lugar, com 81 pancadas (nove acima do par), entrando para a história, mas pela negativa.

Garcia terminou o 15.º buraco, um par 5, com 13 pancadas, e igualou o recorde de número máximo de ‘shots’ num só buraco, imitando Tom Weiskopf em 1980 e Tommy Nakajima em 1978.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.