O US Open em golfe, um dos quatro maiores torneios do calendário internacional, vai disputar-se sem público devido à covid-19, com a 120ª edição a decorrer em setembro após ter sido adiada em junho.

“Devido às contínuas preocupações de saúde e segurança pela pandemia da covid-19, e consultadas as autoridades do estado de Nova Iorque, vamos organizar a prova de 14 a 20 de setembro no Winged Foot Golf Club, en Mamaroneck, sem espetadores”, anunciou a Associação de Golfe dos Estados Unidos (USGA).

Inicialmente, o torneio estava previsto decorrer de 18 a 21 de junho, contudo a pandemia da covid-19 ditou a obrigatoriedade de uma nova data.

“Após meses de consulta e planeamento de cenários com os funcionários de saúde locais e estaduais, decidimos em conjunto que a celebração do US Open sem espetadores oferecerá a melhor oportunidade de realizar o campeonato de forma segura para todos os envolvidos”, justifica Mike Davis, líder da USGA.

O dirigente assume que todos sentirão “falta da emoção dos adeptos e do que a sua presença aporta ao campeonato”, pelo que formula o desejo de que já seja possível contar com eles na edição de 2021.

Devido à covid-19, o British Open foi cancelado e o US Open adiado, tal como o campeonato PGA e o Masters, para 6 a 9 de agosto e 12 a 15 de novembro, respetivamente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.