O hoquista João Rodrigues afirmou hoje que o jogo com a Itália, dos quartos de final do Mundial2019, será "difícil", mas que Portugal "vai entrar com tudo para marcar presença na meia-final".

"É um jogo histórico da nossa modalidade e temos de estar ao melhor nível possível para marcar presença na meia-final. Estamos na fase a eliminar e vamos encarar jogo a jogo, não pensamos em mais nada, só na Itália", disse João Rodrigues.

Portugal, segundo classificado do grupo B, e Itália, terceira do A, após perder com a França (4-2), discutem na quinta-feira a passagem à meia-final, numa pista que João Rodrigues bem conhece, o Palau Blaugrana, casa do FC Barcelona.

O avançado esquerdino João Rodrigues, de 28 anos, que na época de 2018/19 trocou o Benfica pelo clube catalão, no qual terá a companhia na próxima temporada de Hélder Nunes (ex-FC Porto), elogiou a pista onde irá decorrer a fase a eliminar.

"Nesta fase [a eliminar], vamos mudar de pista. Vamos para um pavilhão emblemático do hóquei [Palau Blaugrana], onde se joga fantasticamente bem e vamos entrar com tudo para marcar presença na meia-final", disse.

Do encontro dos quartos de final entre as seleções de Portugal e da Itália sairá o adversário, nas meias-finais, do vencedor do embate que irá colocar a Espanha, anfitriã e campeã mundial em título, à Colômbia, vencedor do ‘play-off' com a Suíça (6-5).

João Rodrigues não quer para já falar da possibilidade de Portugal poder defrontar a Espanha nas meias-finais e garante que a seleção nacional está apenas focada no próximo jogo, que é na quinta-feira com a Itália de Massimo Mariotti.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.