Os atiradores portugueses João Paulo Azevedo e João Faria ficaram hoje fora das medalhas na final de 'trap' dos Jogos do Mediterrâneo, mas garantem que estão a lutar para conseguir uma vaga nos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

"Foi uma prova excelente, conseguimos o nosso objetivo, que era chegar à final com pelo menos com um atirador. Felizmente conseguimos os dois e por pouco não chegámos às medalhas, mas somos muito novos e temos tempo e creio que nas próximas provas, que serão importantes no sentido da qualificação olímpica, conseguiremos ainda mais", disse o chefe de equipa, Custódio Ezequiel.

João Paulo Azevedo (24 pontos) e José Faria (20 pontos) ficaram em quinto e sexto lugares, respetivamente, numa final em que esteve o campeão dos Jogos Londres2012, o croata Giovanni Cernogoraz.

Custódio Ezequiel, que foi atleta olímpico em Sidney2000 e Atenas2004, lembrou que Portugal não está presente no tiro com armas de caça em Jogos Olímpicos há dois ciclos, ou seja, falhou Londres2012 e Rio2016.

"Os nossos atiradores revelaram boa forma e dão-nos confiança e razões para acreditarmos neles no futuro e para um lugar olímpico. Queremos voltar", disse o chefe de equipa, que deseja voltar a colocar esta modalidade no topo, tal como aconteceu quando Armando Marques ganhou a prata nos Jogos Olímpicos de Montreal, Canadá, em 1976.

Custódio Ezequiel explicou que o tiro com armas de caça é uma modalidade na qual a maturidade se atinge depois dos 30 anos, razão pela qual tem esperança nas futuras prestações dos atletas que hoje se despediram dos Jogos do Mediterrâneo.

"Estes dois atiradores são campeões da Europa por equipas. O João Azevedo tem 34 anos e o José Faria tem 32. Há futuro nesta modalidade para Portugal", disse o treinador.

Os Jogos do Mediterrâneo disputam-se em Tarragona, Espanha, desde quinta-feira e até 01 de julho, tendo representadas 26 nacionalidades.

Portugal está representado por 232 atletas em 29 modalidades, tendo conquistado já oito medalhas.

Melanie Santos e João Pereira conquistaram o ouro no triatlo, enquanto João Costa e Alexis Santos arrecadaram o bronze no tiro e nos 200 metros estilos da natação, respetivamente.

Somam-se as medalhas na canoagem, Joana Vasconcelos e Fernando Pimenta, em K1 500, conquistaram a prata e Teresa Portela o bronze em K1 200, bem como o bronze do nadador João Vital nos 400 metros estilos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.