Na estreia da mais importante prova do ano, os canoístas lusos estiveram em bom plano, enquanto os vários juniores e sub-23 sentiram naturais dificuldades, já que estão desenquadrados do seu escalão, competindo com adversários mais experientes.

Tricampeão da Europa, Pimenta evidenciou a sua superioridade, ao comandar toda a prova, que venceu em 3.31.419 minutos, batendo um dos seus maiores rivais de sempre, o dinamarquês René Poulsen, por 1,755 segundos, e o belga Artuur Peters, por 1,825.

Nas meias-finais, agendadas para as 09:51 de sábado, o canoísta do Benfica vai defrontar adversários de peso, casos dos medalhas de prata e de bronze dos Europeus, respetivamente o húngaro Bálint Kopász e o alemão Max Rendschmidt, além de oponentes de França, Eslovénia e Noruega, numa regata que apura os três primeiros para a final, marcada para as 12:21 do mesmo dia.

Pela primeira vez na sua história, Portugal colocou uma tripulação na final de K2 500 feminino de um mundial, feito alcançado por Teresa Portela e Joana Vasconcelos, atleta que, juntamente com Beatriz Gomes, conseguiu o melhor resultado de sempre da tripulação, com o sexto lugar nos Jogos Olímpicos Londres2012.

Teresa Portela e Joana Vasconcelos foram terceiras na sua série, cumprindo a prova em 1.41,737 minutos, mais 2,475 segundos do que as neo-zelandesas Lisa Carrington e Catlin Ryan, que bateram as húngaras Anna Kárázs e Danuta Kozak, por 1,085 - a tripulação da Oceânia é campeã do mundo, enquanto as magiares são campeãs olímpicas.

A final realiza-se às 13:04 de sábado, no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho.

Em K1 500, João Ribeiro foi segundo, com 1.40,109, a 555 milésimos do alemão Tom Liebscher, liderando uma vasta equipa lusa rumo às meias-finais, no seu caso, na sexta-feira, às 11:14.

O K2 1.000 de Bruno Moreira e Fábio Cameira e a C2 1.000 de Bruno Afonso e Marco Apura foram respetivamente quarto e quinto, seguindo o mesmo caminho.

Maria Rei, campeã do mundo júnior em K1 1.000, foi repescada por tempos na sua estreia em mundiais absolutos, neste caso na distância de 500 metros.

Em C1 500, o olímpico Hélder Silva ainda tentou conquistar a única vaga disponível para a final, mas foi ultrapassado perto do fim e poupou de seguida esforços para as 'meias', concluindo em sétimo.

Êxito ainda nos 1.000 metros para o K2 Bruno Moreira/Fábio Cameira e para a C2 Bruno Afonso/Marco Apura, bem como da C1 200 de Márcia Faria.

O K2 200 de Sara Sotero e Inês Costa ficou em oitavo e com isso concluiu o seu desempenho em Montemor-o-Velho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.