A canoísta canadiana Laurence Vincent-Lapoint, multicampeã mundial de canoas em regatas em linha, , viu hoje ser-lhe retirada a suspensão preventiva decretada pela federação internacional (ICF) devido a doping.

A atleta de 27 anos, que soma 11 títulos mundiais, testou positivo em ligandrol, um esteroide anabólico que aumenta os níveis de testosterona, pouco antes dos Mundiais de 2019, contudo a ICF explica agora que a canoísta “foi vítima de contaminação por uma terceira pessoa”.

O organismo internacional sustenta que a substância detetada no corpo da canoísta poderá ter resultado da transmissão de fluidos corporais por parte do ex-namorado.

Assim, a ICF “aceita que ela não estava ciente da ingestão desta substância”, pelo que está autorizada a “retomar imediatamente os treinos e a competição”.

Laurence Vincent-Lapoint tem seis títulos mundiais em C1 200, quatro em C2 500 e um em C1 5.000.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.