A retoma em tempos de pandemia da COVID-19 e o financiamento do desporto são dois dos temas que vão ser abordados na Cimeira das Federações Desportivas, que vai decorrer em 15 de julho em Algés, Oeiras.

“Em tempos atípicos como estes, devemos encontrar as melhores soluções para o desporto. Têm sido apresentadas propostas avulsas de diferentes instituições à administração pública, mas a ideia é apresentar uma conjunta, com medidas e propostas concretas, com a força de o fazermos em conjunto”, explicou à Lusa Filipa Godinho, diretora da Confederação de Desporto de Portugal (CDP).

O Auditório Magalhães do Instituto Português do Mar e da Atmosfera vai receber 71 entidades com ligação também ao Comité Olímpico de Portugal (COP) e Comité Paralímpico de Portugal (CPP), parceiras da CDP nesta organização.

“Queremos ouvir toda a gente. Conversar, identificar prioridades e apresentá-las à tutela, pois, pelo ‘feedback’ que temos recebido, há clubes e federações a correr o risco de nem sequer retomar a atividade”, alertou.

A sessão está prevista para durar três horas e, de acordo com um documento partilhado pelos promotores, “pretende ser um espaço de reflexão e discussão em torno dos interesses do Desporto Nacional e do seu movimento federado”.

Filipa Godinho revelou que têm sido feitas “reuniões setoriais” para identificar as necessidades específicas de todo o tipo de desporto, seja ele individual ou coletivo, de pavilhão ou ar livre, motorizado, de mar ou rio, entre outros.

No fim será produzido um documento para apresentar à tutela, para a sensibilizar para as questões específicas e os desafios que o desporto está a enfrentar.

A organização espera poder contar com mais de três quartos das 71 entidades convocadas, apesar da reunião ser presencial.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.