Sarah Abitbol, antiga patinadora, lançou um livro onde revelou que foi violada pelo treinador.

"Durante dois anos tu disseste à minha mãe: 'Hoje vou ser babysitter da Sarah para podermos treinar'. Mas tu violaste-me no parque de estacionamento, nos balneários e em cantos da pista de gelo que nunca suspeitei que existissem".

As denúncias acabaram por ter condão de fazer com que outras patinadoras ganhassem coragem para revelar abusos. Hélène Godard foi um desses casos. A antiga atleta agora com 54 anos revela que foi violada pelo mesmo homem, Gilles Beyer, assim como outro treinador de patinagem.

Este escândalo já está a ter consequências: Didier Gailhaguet, presidente da Federação Francesa de Patinagem no Gelo pediu entretanto a demissão.

Entretanto, em França já foi aberta uma investigação com vista a apurar a conduta de Gilles Beyer, depois destas acusações de violação e agressão sexual.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.