Os portugueses João Geraldo e Leila Oliveira venceram, este domingo, os seus jogos de singulares na fase de grupos do Mundial de ténis de mesa, no primeiro dia da prova, em Budapeste, na Hungria.

Geraldo, número 110 do ‘ranking’ mundial, não teve dificuldades em bater o neozelandês Matthew Hetherington, 934.º da hierarquia, por 4-0 (11-6, 11-4, 11-3 e 11-2).

Já Leila Oliveira, 145.ª jogadora mundial, bateu a moldava Vlada Caraulnaia por 11-8, 11-3, 11-6 e 11-5, ficando a uma vitória de se apurar para o mapa final, se vencer na segunda-feira a checa Aneta Kucerova, 240.ª no ‘ranking’.

Na estreia em campeonatos do mundo de singulares, Raquel Martins, 485.º do mundo, perdeu por 4-1 frente a Xin Ru Wong, de Singapura, 522.ª colocada, enquanto Marta Santos (517.ª) perdeu os dois jogos do seu grupo, com a estónia Reelica Hanson (4-2) e a alemã Kristin Lang (4-0).

Na segunda-feira, João Geraldo disputa com o lituano Medardas Stankevicius (n.º 392 mundial) o apuramento para o quadro principal, onde já estão Marcos Freitas, 26.º jogador mundial, Tiago Apolónia, 54.º, e João Monteiro, 173.º.

Monteiro e Apolónia entram em ação na segunda ronda preliminar de pares masculinos, frente aos croatas Andrej Gacina e Tomislav Kolarek ou os libaneses Dauud Cheaib e Mohamad Hamie.

Na primeira ronda preliminar feminina, Leila Oliveira e Marta Santos juntam-se para defrontar as ucranianas Tetyana Bilenko e Ganna Gaponova.

O programa de segunda-feira inclui ainda a Assembleia-Geral da Federação Internacional de Ténis de Mesa (ITTF), na qual serão apresentadas as candidaturas à organização do Mundial por equipas de 2022, ao qual concorre Lisboa, frente a Chengdu (China) e Kitakyushu (Japão).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.