Os golfistas portugueses Tiago Cruz, Ricardo Melo Gouveia e Tomás Silva passaram hoje o ‘cut' da 13.ª edição do Portugal Masters, no Dom Pedro Victoria Golf Club, enquanto o inglês Oliver Fisher assumiu o comando.

Da comitiva nacional que iniciou a prova do European Tour, dotada de 1,5 milhões de euros em prémios monetários, apenas três dos 10 golfistas asseguraram a qualificação para as últimas duas rondas, mas Tiago Cruz assumiu particular destaque.

O profissional do Club de Golf do Estoril, de 37 anos, concluiu a segunda ronda com 66 pancadas, cinco abaixo do par do traçado algarvio, para totalizar 135 ‘shots' e ascender ao nono lugar do ‘leaderboard’.

Tal como Tiago Cruz, Ricardo Melo Gouveia também subiu de rendimento e, graças a um segundo cartão com 68 ‘shots', registou um agregado de 138 pancadas, integrando o grupo dos jogadores que seguem no 29.º posto.

Tomás Silva, por sua vez, foi o último representante nacional a garantir a permanência em prova, após passar o ‘cut', que ficou fixado numa pancada abaixo do par e apurou 70 jogadores para as derradeiras duas rondas.

Depois de uma estreia acima do par, com 72 pancadas, o lisboeta fechou hoje os 18 buracos com 68 ‘shots', para agregar um total de 140, dois abaixo do par.

Oliver Fisher, que há um ano se tornou no primeiro golfista a completar uma volta no European Tour em 59 pancadas, é o novo líder do Portugal Masters. O inglês totaliza 130 pancadas, com duas voltas de 65, e comanda com vantagem mínima sobre o sul-africano Justin Walters e o sul-coreano Jeunghun Wang.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.