Bernando Atilano e Duarte Anjo esperam conquistar o bronze no torneio de badminton de pares masculinos dos Jogos do Mediterrâneo no derradeiro desafio que terão na segunda-feira em Tarragona, Espanha, disse hoje o chefe de equipa, Joaquim Gonçalves.

A dupla portuguesa perdeu hoje, ao terceiro dia de competição, com o par turco formado por Serdar Koca e Serhat Salim, por 2-1, e ficou afastada da final.

Assim, Atilano e Anjo vão disputar o jogo para terceiro e quatro lugares na segunda-feira, às 16:00 locais (15:00 em Lisboa) tendo pela frente o par italiano Strobl/Osele, enquanto na final, duas horas e meia mais tarde, competem os pares francês e turco.

"Tínhamos definido que o objetivo era estar nas meias-finais e foi conseguido, mas, como tudo na vida, depois quer-se mais", disse Joaquim Gonçalves, chefe da equipa e treinador de badminton.

O responsável admitiu que a luta por uma presença na final "não era fácil", mas reconheceu que "depois gerou-se a expectativa e já se queria e acreditava".

"Ganhámos o primeiro ‘set’, mas perdemos os dois seguintes e ficámos afastados. De qualquer forma, estamos na disputa do terceiro lugar, ou seja, ainda há esperança de uma medalha, e agora é esse o nosso objetivo", descreveu.

Até ao momento, Portugal conquistou oito medalhas numa competição na qual se estreia com 232 atletas em 29 modalidades.

No segundo dia de competição Melanie Santos e João Pereira conquistaram o ouro no triatlo, enquanto João Costa e Alexis Santos arrecadaram o bronze no tiro e nos 200 metros estilos da natação, respetivamente.

Hoje Joana Vasconcelos e Fernando Pimenta, em K1 500, conquistaram a prata e Teresa Portela o bronze em K1 200, somando-se a medalha de bronze do nadador João Vital nos 400 metros estilos.

Os Jogos do Mediterrâneo disputam-se em Tarragona, Espanha, desde quinta-feira e até 01 de julho, tendo representadas 26 nacionalidades de três continentes diferentes: Europa, África e Ásia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.