Khabib Nurmagomedov pode vir a perder o título de campeão do UFC de pesos leves, depois de ser o principal responsável pela confusão que se instalou no T-Mobile Arena, em Las Vegas, nos EUA, após derrotar o irlandês Conor McGregor, na definição do campeão.

O lutador russo, que se mantém invicto, derrotou o irlandês que não competia há dois anos. Assim que o combate terminou, Khabib Nurmagomedov saiu do octógono e foi à procura de Dillan Dennis, companheiro de treino de McGregor, agredindo-o com um pontapé. Ao mesmo tempo, três elementos da sua equipa entraram no octógono para agredir o já debilitado McGregor. Foi a confusão geral.

Dana White, presidente do UFC (Ultimate Fighting Championship), não gostou nada da atitude do russo e já o avisou que vai haver consequências. Uma das primeiras medidas foi não entregar o cinturão ao russo. Khabib Nurmagomedov pode nem vir a ser coroado campeão.

Nurmagomedov sai do octógono para agredir Dillan Dennis
Nurmagomedov sai do octógono para agredir Dillan Dennis

"Não posso assegurar a 100 por cento que ele continue a ser o campeão. Não é por mim que ele tem de se preocupar. A investigação está a ser feita pela Comissão Atlética de Nevada. Pode haver sanções, multas, suspensões... podemos imaginar tudo. O governador estava aqui e saiu a correr do edifício. Isso não é bom", disse, na altura, Dana White.

Mas há mais consequências.

"Três dos elementos do Khabib [que atacaram McGregor] foram detidos. Vão ser acusados, tenho a certeza. Eles podem nunca mais ter o visto para voltar a entrar no país", explicou. Como Conor McGregor não apresentou queixa, os três elementos da equipa de Nurmagomedov que o atacaram acabaram por sair em liberdade.

Khabib Nurmagomedov mostrou-se arrependido e afirmou ainda: "O meu pai vai dar cabo de mim".

Depois de tomar consciência dos seus atos, o russo veio a público pedir desculpas a todos e apelou a Dana White que não lhe retire o título de campeão.

"Peço desculpa Las Vegas, peço desculpa Nevada. Eu não sou assim, estava de cabeça quente. Este desporto é respeito, as pessoas não podem dizer lixo. Antes da luta, McGregor falou da minha religião, do meu país, do meu pai... Quero mudar este desporto e quero que as pessoas não digam lixo. Peço desculpa pelo que aconteceu depois da luta. O meu pai vai dar cabo de mim quando chegar a casa. Por favor não me tirem o título, não era eu. Sou humano e todos cometemos erros. Peço desculpa Las Vegas, peço desculpa Nevada.  Peço perdão a todos", atirou.

Nurmagomedov vence McGregor e passa a somar 27 vitórias
Nurmagomedov vence McGregor e passa a somar 27 vitórias

De acordo com a imprensa norte-americana, Dillan Dennis, companheiro de treino de McGregor, passou todo o combate a insultar o russo. Após derrotar Conor McGregor, Khabib Nurmagomedov 'perdeu as estribeiras' e agrediu Dillan Dennis, especialista em Jiu-Jitsu e que ajudou o irlandês a preparar-se para o combate com o russo.

A confusão que se seguiu ao final do combate é a consequência da tensão que marcou a preparação da luta. Em abril de 2017, McGregor e a sua equipa atacaram um autocarro onde seguia Khabib Nurmagomedov e alguns membros da sua equipa, à saída do Barclays Center de Nova Iorque. Atiraram vários objetos ao autocarro, provocando ferimentos em alguns dos lutadores. Antes, o irlandês tinha invadido a conferência de imprensa do UFC 223 para agredir Nurmagomedov mas não teve sucesso. Foi por isso que depois perseguiu o autocarro onde ia a comitiva do russo. O caso foi parar a tribunal onde McGregor declarou-se culpado e acabou por ser acusado dos crimes de vandalismo, evitando assim o crime de agressão que lhe podia valer sete anos de prisão. Foi ainda condenado a prestar serviço comunitário por cinco dias e frequentar aulas de autocontrole e gestão da raiva. Não ficou com cadastro pelo que pode retomar a sua atividade de lutador de MMA.

Já na pesagem anterior ao combate, McGregor tinha tentado agredir o russo com um pontapé.

Ao derrotar McGregor, Khabib Nurmagomedov aumentou para 27 a sua série vitoriosa no octógono, sagrando-se campeão de pesos leves, mas pode perder o título. Tudo está nas mãos da Comissão Atlética do Nevadal que está a investigar os incidentes ocorridos no T-Mobile Arena, em Las Vegas.

*Artigo corrigido

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.