O campeonato nacional de supercrosse de 2020 foi cancelado, devido à pandemia de covid-19, mas a Federação de Motociclismo de Portugal (FMP) pretende retomar o nacional de motocrosse a partir de setembro, anunciou hoje o organismo federativo.

“Com cinco eventos originalmente agendados para julho e agosto e sendo improvável poder acolher público por força das restrições impostas pela Direção-Geral da Saúde (DGS), a Comissão de Motocrosse da FMP, em conjunto com os clubes organizadores, decidiram cancelar o campeonato nacional de supercrosse 2020”, informa a federação.

O presidente da Comissão de Motocrosse da FMP, Rodrigo Castro, admitiu que se tratou de “uma decisão difícil, mas por todos considerada como a mais acertada”, permitindo aos responsáveis pela modalidade em Portugal começar a preparar o regresso da especialidade em 2021.

“Ao mesmo tempo, e igualmente de acordo com os clubes organizadores e promotores, a FMP pretende reatar o campeonato nacional de motocrosse, bem como os campeonatos regionais de motocrosse a partir de setembro, que foram interrompidos devido à pandemia de covid-19”, adianta o organismo.

Rodrigo Castro comprometeu-se a “realizar o campeonato de motocrosse com todas as condições” de segurança, apesar de ter manifestado a “esperança de poder ter público [a assistir às provas], pois só assim as corridas fazem sentido”.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, suspensas, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América - ou mesmo canceladas.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 477 mil mortos e infetou mais de 9,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Portugal contabiliza pelo menos 1.540 mortos associados à covid-19 em 39.737 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da DGS.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.