A 95.ª edição dos Seis Dias Internacionais de enduro, que deveria disputar-se em setembro nas regiões italianas da Lombardia e Piemonte, foi adiada para 2021 devido à pandemia de covid-19, anunciou a Federação Internacional de Motociclismo (FIM).

“Não foi uma decisão fácil, já que sabemos a importância que tem para um grande número de pilotos e para as respetivas federações nacionais, mas acredito que tomámos a decisão mais correta e assegurámos que poderemos celebrar uma grande 95.ª edição em Itália, em 2021”, afirmou o presidente da FIM, o português Jorge Viegas.

A prova mais antiga do calendário da FIM, cuja edição anterior se realizou em Portimão, vai disputar-se entre 30 de agosto e 04 de setembro de 2021, nas datas em que estava prevista realizar-se este ano e nos mesmos locais, que estão entre os mais afetados pela pandemia de covid-19 em Itália.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 697 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 33.200. Dos casos de infeção, pelo menos 137.900 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, registaram-se 119 mortes e 5.962 casos de infeções confirmadas, segundo o balanço feito no domingo pela Direção-Geral da Saúde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.