O 'motard' português Paulo Gonçalves (Honda) teve hoje alta hospitalar depois da queda sofrida na quinta etapa do rali Dakar, na sexta-feira, que levou ao abandono da prova de todo-o-terreno disputada no Peru.

"Está tudo ok", disse hoje o piloto, em declarações à agência Lusa, após ser visto pelos médicos peruanos, que não detetaram qualquer fratura, apesar das queixas na mão e ombro esquerdos.

Paulo Gonçalves, que seguia no oitavo lugar, vai viajar no domingo para Lima, onde vai aguardar voo para regressar a Portugal nos próximos dias.

O piloto natural de Esposende, que tem como melhor resultado o segundo lugar em 2015, tinha subido ao oitavo lugar na classificação das motas do Dakar após o sexto lugar conquistado na quarta etapa, que ligou Arequipa a Moquegua.

O português foi um dos 87 pilotos que abandonaram a competição ao longo das primeiras cinco etapas da competição, 26% do total de participantes que alinharam à partida.

Na edição de 2018, tinham desistido 84 participantes no dia de descanso, 70 em 2017 e 58 em 2016.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.