Lewis Hamilton admitiu, duas semanas depois de ter vencido o seu sexto titulo mundial, que não tem certezas que possa almejar à vitória no Grande Prémio do Brasil do próximo domingo, onde venceu, saindo da 'pole position' no ano passado.

O britânico de 34 anos, que revelou esta semana que estava a pensar no seu futuro na Formula Um depois do fim do seu contrato atual com a Mercedes no próximo ano, terminou em quinto na segunda sessão de sexta-feira.

À sua frente ficaram Vettel, quatro vezes campeão e o colega de equipa na Ferrari Charles Leclerc, Max Verstappen, da Red Bull e Valteeri Bottas, colega do britânico na Mercedes.

Hamilton afirmou não ter certeza de puder reduzir a vantagem da Ferrari na qualificação de sábado.

"Começamos bem, desde o início, estávamos bem", afirmou.

"Fizemos alguns ajustes na sessão e faremos algum trabalho esta noite para o refinar. É bastante crucial porque temos duas sessões antes da qualificação para acertar e temos de compactar um pouco mais - e ser um pouco mais precisos nas alterações que fizemos"

"Não sei se conseguimos chegar onde os Ferraris estão. Obviamente, os Ferraris são rápidos este fim de semana - pelo menos é o que parece hoje. Eles estão a bater-nos na retas, vai ser interessante ver como corre".

Bottas, que terminara como vice-campeão, afirmou estar otimista.

"Acho que estamos muito competitivos, até para a qualificação, mas ainda falta muito".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.